Follow by Email

Total de visualizações de página

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Menor da favela


Acerta o alvo,
Onde te espera,
No alto auto do morro,
Lembra quem era!
Menino magrinho,
Que lá na favela,
Sagaz era a vida,
A vida que espera,
A vida que chega,
A vida que leva,
A vida sem rumo,
Barco sem vela,
Em becos escuros,
Menor da favela.

sábado, 27 de agosto de 2011

Palavra encantada

O som encanta as palavras que não param de dançar.
Um som que hipinotiza, fazem loucos ver palavras recitar.
Poemas que um dia juntas conseguiram formar,
Da mente de poucos, louco poetas, que nem sempre tão belas,
A VIDA expressa em poesias, que com palavras sinceras, externizam no ar..

quarta-feira, 8 de junho de 2011

...Sou...

Sou o que sou,
sou o que almejo ser.
Sou atos não cometidos,
sou o que os outros veem.
Sou o que dizem que sou,
sou silêncio pra uns,
luz para outros.
Mas minha verdadeira identidade
só eu sei.
O que penso quando acordo,
o que sinto e quando choro...
Minhas vontades, meu ser..
Acho que só eu sei quem eu sou...
E você sabe quem é você?

domingo, 29 de maio de 2011

Sensibilidade


Posti palavras, procure sentidos,
Não esconda o sujeito, questione a concordância,
Fuja das regras...

Pratique o amor, seja sincero, deixe fluir..
sentimentos ocultos, procure prazer.
Racionalidade na vida é ver uma rosa nascer,
se abrindo pro mundo, exalando seu cheiro,
a espera de um dia, entregar-se inteira..
Pra poétas, poetizas, que busca nela expressar,
sentimentos tão puros, somente a rosa dirá...

Rosa não fala, rosa sente, solta seu cheiro no ár,
Encanta moças sensíveis e faz poétas sonhar...

CrIsTi..

segunda-feira, 16 de maio de 2011

deixa clarear

Deixa clarear...
Deixa o sol nascer devagarinho,
o dia chega cedo, já cantava o passarinho.
Inspirado pela noite que teve com seu amor...
Olho pra lua viu as horas, 4:30 eu já vou...
Indo embora, o sol chegando, ele indo trabalhar,
Cantando bem cedinho para o sol acordar.
O dia chega cedo, o noite é bem ligeira,
Vou cantar o dia todo e nem é sexta feira.
Inspirado pelo cheiro das penas do seu amor,
em cima da goiabeira com liberdade e sem pudor,
Lembrava aquela noite o passaro compositor...

domingo, 5 de setembro de 2010

Você

Perdido em meus pensamentos,
No silêncio da noite,
Na escuridão do meu quarto.
O brilho do seu sorriso vem na minha mente,
Como um sol nascente, após dias de chuva.
Abro a janela e sinto seu cheiro no ar,
Ouço sua voz bem longe a cantar.
Uma música tão bela, que aqui da janela, com meu violão, fico a te acompanhar.
Cantemos a saudade, o amor, a tristeza, a felicidade, a melancolia,
Na esperança que um dia, nos palcos da vida, possamos nos encontrar.

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Misteriosa lua


Olho para o céu e te vejo,
Cheia e toda iluminada.
Escondendo seus segredos,
Que no meu desassossego,
Uma vontade louca me dá,
de seus mistérios desvendar.

Quem seria tu lua?
Seria apenas a lua?
Uma Deusa?
Uma ilusão?
Ou quem sabe,
Uma triste saudade,
De noites passadas?


Aquele beijo tão doce,
Que como uva eu chupava,
Os lábios da mocinha,
Que em meus ouvidos sussurrava.
E lá no céu, lua, somente tu iluminava.

Fui-me embora pra bem longe,
E dela nunca esqueci,
E foi numa noite de lua cheia,
que este poema escrevi.
Para lembrar da promessa,
Que um dia eu deixei,
Enquanto a lua brilhar no céu,
Te esperando eu estarei.